Manifestantes fazem ato contra a corrupção em Brasília

Manifestantes na área do Museu Nacional em Brasília durante ato contra a corrupção (Foto: Mateus Rodrigues/G1)Manifestantes na área do Museu Nacional em Brasília durante ato contra a corrupção (Foto: Mateus Rodrigues/G1)

A Esplanada dos Ministérios e as ruas de Águas Claras, região administrativa a 20 quilômetros do centro de Brasília, receberam na manhã deste domingo (15) protestos contra a corrupção. Grupos realizaram buzinaços e panelaços, além de se reunir no estacionamento do Estádio Mané Garrincha, no Museu Nacional e na Rodoviária do Plano Piloto para uma passeata.

A Polícia Militar estimou em 30 mil pessoas o número de manifestantes em Brasília às 11h30. A informação é é do chefe do Departamento Operacional da PM, Coronel Lemos. Os participantes do ato na capital ocupam toda a extensão da Esplanada dos Ministérios no sentido Congresso Nacional.

Durante a manifestação em frente ao Congresso Nacional, um homem exibiu um cartaz em apoio à presidente Dilma Rousseff. Ele foi hostilizado por pessoas que protestam contra o governo federal. O homem teve de pedir proteção à Polícia Militar para deixar o local.

Camiseta vendida por R$ 10 em frente à Biblioteca Nacional, em Brasília, antes do início da manifestação  (Foto: Mateus Rodrigues/G1)
Camiseta vendida por R$ 10 em frente à Biblioteca Nacional, em Brasília, antes do início da manifestação (Foto: Mateus Rodrigues/G1)

O ato foi convocado por redes sociais e ocorre simultaneamente em outras cidades do país. Os integrantes usaram camisas da seleção brasileira ou em tons verdes e amarelos. Havia um grande número de idosos. Até um grupo de motoqueiros decidiu participar do ato, levando consigo o “ET Bilu”, que dizem ter elegido como novo representante deles.
Equipes da Polícia Militar reforçaram a segurança em prédios públicos, inclusive o Palácio do Buriti, distante da área para onde o protesto está previsto. Na altura da rodoviária do Plano Piloto, um cordão foi montado para revistar pedestres.
De acordo com o capital Michello Bueno, 350 policiais fazem a revista de manifestantes. O efeitvo total para acompanhar a manifestação é de 1,6 mil PMs. Máscaras não são permitidas, e o trânsito de qualquer tipo de veículo também foi proibido. Durante a revista de manifestantes, a PM apreendeu pedaços de madeira usadas como estacas de bandeira e uma faca.
O protesto não se limita à região da Esplanada. Em Águas Claras, bairro de classe média a 20 km do centro de Brasília, houve buzinaço e carreata por volta das 9h.

/G1

Curta/Siga:

ACSMTV LOGO FACE

ACSMTV LOGO TWI

Anúncios

Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: